COMO VOCÊ DÁ CORDA NO SEU RELÓGIO?

(1/11) > >>

Paulistano:
amigos
parece uma pergunta boba e sem sentido, mas vocês verão que a questão é interessante.
ouvi certa vez um relojoeiro me falar que nunca se deve dar corda forçando a coroa para cima, com um único dedo.
deve-se, sempre, pegar a coroa com os dois dedos, polegar e indicador, e dar corda suavemente.
ele me falou que é bom evitar, também, o ir e vir da coroa, embora a engrenagem da maioria dos relógios permita isso. o retorno da coroa proporciona desgaste desnecessário da roda e do pinhão, fora os resíduos provenientes deste desgaste.
assim, gostaria de saber dos mestres se isso procede, e se o que me foi ensinado, realmente, "economiza" o mecanismo.
e você? como dá corda no seu relógio?

Cigano:
Caro Paulistano, como você mesmo disse, parece um assunto bobo mais não é, pois se o assunto fosse desnecessário não teria instruções de como acordar o movimento de maneira adequada !!

Eu confesso que, no caso de corda pela corôa, faço o "vai e volta" para dar corda ,mais nunca com um dedo, pois sei que pode danificar a tige !!


Nos automáticos que não aceitam corda pela corôa, eu faço movimentos em forma de arco na horizontal, por uns 30/40 segundos, o resto o movimento do pulso faz!!

Obrigado pela abordagem do assunto!! ;)

Alberto Ferreira:
Salve!

Paulistano,
Os conselhos do relojoeiro são válidos.

Mas,...
Dar corda com o relógio no pulso, sim, força desnecessariamente a tige, que pode ser entortada, etc.

Já o "vai-e-vem", na minha opinião, talvez seja como caldo de galinha (e prevenção), uma dose a mais...
...mal não faz!  8)

Na verdade, o mecanismo foi feito para ser usado daquela maneira... Não?

Mas, se acionar apenas em um sentido poupa significativamente, ou não?...
Provavelmente, sim. Ou pode ser que sim...

Mas, "quanto", como diria o William...
"That´s the question... " ::)

Abraços,
Alberto


PS:
Ah!
Eu "dou corda" sempre com o relógio fora do punho.
E, quase sempre, faço o "vai-e-vem" da coroa.
 8)

Adriano:
É uma questão importante sim.

É verdade, não é recomendado que se dê corda com um dedo só por baixo da coroa. Por mais que isso seja inofensivo em relógios com tubos e coroas robustas (tipo um Speedmaster Professional), há os delicados também e isso pode entortar a tige.

E também não recomendo o vai e volta, pois já vi pinhões gastos (na parte fixa e na corrediça) e a única situação que pode provocar desgaste entre as duas peças é no ato de girar ao contrário. Ok, isso eu vi em relógios de corda manual com 60 anos de uso, nunca em relógios modernos. Mas o desgaste acontece.

Não é preciso ter neura, mas se puder ter esses cuidados, estará aumentando a longevidade do relógio.

Abraços!

Adriano

Sergiaum:
srs., o q seria o "vai-e-vem"?

se for o q eu to pensando, n vejo como impedir, depois de cada giro, q ela retorne um poukinho...

outra coisa: ate onde sei, so da pra dar corda girando a coroa pra um lado, e nao pros 2...

otimo topico... tomara q renda!

abs.

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte